Orkuti alcança 150 mil usuários e planeja 1 milhão até o final do ano | Notícias

Orkuti alcança 150 mil usuários e planeja 1 milhão até o final do ano | Notícias

O Orkuti, lançado para matar as saudades da famosa rede social, já conta com mais de 150 mil participantes em apenas 4 meses no ar. Com o rápido crescimento, a meta é alcançar 1 milhão de usuários só em 2015, afirma o brasileiro Alex Becher, criador da rede, em entrevista exclusiva ao TechTudo. 

Ostentação: rede social Venmo cria linha do tempo com seus pagamentos

Orkuti (Foto: Reprodução)Orkuti (Foto: Reprodução)

Quais os problemas das redes sociais de hoje? Comente no Fórum do TechTudo

Elaborado em meio ao clima de tristeza deixado pelo fim da rede em setembro, Becher decidiu recriar o ambiente que marcou uma época. “A nossa ideia foi reviver o Orkut como rede social usada pelos
brasileiros mantendo o ambiente, as funcionalidades e criando novas
ferramentas para interação”, explica.

Becher explica ainda que começou a criar o projeto sem nenhuma estrutura comercial. Hoje, a rede já possui mais de 7 mil comunidades e os scraps estão de volta, agora virando bate-papos para aprimorar a comunicação. O ar de nostalgia se estende até os smartphones, com apps para Android e iOS.

Alex garante que segurança não é um problema na rede social e que a estrutura por trás do site só cresce. “No inicio tínhamos um servidor e com isso muitos problemas. Hoje já temos três servidores de grande porte em um datacenter nos Estados Unidos”. Afinal, mesmo o Facebook sofre com instabilidades e problemas de segurança, conforme lembra Becher.

E se a segurança parece não ser o problema, um possível atrito com o Google, proprietário da extinta rede social Orkut, também parece estar descartado. Alex lembra que o Orkuti não tem nenhuma relação com a gigante de buscas, e que já pediu o registro da marca, embora saiba que isso leva (muito) tempo. “Enviei várias mensagens para o Google dizendo que eu tinha lançado o Orkuti e nunca me responderam. Além disso o Orkut não existe mais.”

Fonte

Comments

comments

BpnGQtDrqJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *