Bug no Linux pode afetar 66% dos celulares com Android | Notícias

Bug no Linux pode afetar 66% dos celulares com Android | Notícias

Uma falha de segurança antiga do Android foi descoberta nesta quinta-feira (14). Causado por um bug no Linux, sistema para PCs, o erro nunca foi corrigido e pode afetar computadores e celulares que rodam o sistema do Google ou a plataforma open source. Segundo relatórios, os smartphones com versão do software mais recente que o Jelly Bean estão vulneráveis.

Conheça os melhores antivírus para celulares Android

O bug foi revelado pela Perception Point, empresa israelense de segurança virtual, e poderia garantir acesso a servidores do Linux, assim como infectar o Android com apps maliciosos. A falha, no entanto, ainda não foi usada por cibercriminosos.  

Android (Foto: Divulgação)Android tem falha de segurança causada pelo Linux (Foto: Divulgação/Android)

Com quatro anos de existência, a falha tem potencial para atingir dois terços (66%) dos usuários do sistema móvel do Google, caso pessoas mal intencionadas explorem a brecha. De acordo com os pesquisadores, o erro pode invadir PCs com Linux fisicamente, com acesso a todos os dados.

Como deixar o Android mais rápido? Comente no Fórum do TechTudo.

 Enquanto isso, no Android, o problema permite que plantem uma propriedade maliciosa em aplicativos para o sistema, o que também daria acesso a informações pessoais do usuário. No entanto, até agora não há registros de ataques a qualquer uma das plataformas por meio dessa falha. 

“Ainda não observamos ataques explorando a vulnerabilidade. Descobrimos que ela existe desde 2012, mas só a identificamos recentemente. Passamos os dados para os responsáveis pela segurança da Kernel e agora estamos aguardando sua correção. O bug pode afetar dezenas de milhões de máquinas com Linux e 66% dos aparelhos com Android”, diz o time de engenheiros da Perception Point. 

Download grátis do app TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no seu Android ou iPhone

Via Android Authority

Fonte

Comments

comments

BpnGQtDrqJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *