Apple M1: site mostra quais apps funcionam com Apple Silicon

Apple M1: site mostra quais apps funcionam com Apple Silicon

Apple lançou recentemente a primeira leva de produtos com o chip M1, que traz a arquitetura Apple Silicon ao mercado. Pensando na galera que já está migrando para a nova plataforma, o programador Abdullah Diaa lançou um site que indica quais apps já funcionam nativamente com o SoC baseado em ARM presente nos novos MacBook Air e Pro, além do Mac Mini.

Chamado de “Is Apple Silicon ready“, o site conta com uma lista de aplicativos e marca com um sinal verde quais softwares já foram otimizados para o Apple M1. A plataforma também indica quais apps funcionam com o Rosetta 2, que emula programas feitos para processadores Intel no Apple Silicon.

O site permite fazer buscas por apps e organizar por data de atualizaçãoO site permite fazer buscas por apps e organizar por data de atualizaçãoFonte:  Is Apple Silicon Ready 

Além de apresentar quais apps são compatíveis com Apple Silicon, o site também conta com um marcador de alerta. O indicativo aponta quais programas estão em processo de implementação na arquitetura ou estão apresentando problemas perceptíveis durante o uso.

Período de transição

O chip M1 chegou impressionando na questão de desempenho e eficiência energética. Porém, como o componente é baseado em uma arquitetura diferente da utilizada pela Intel, os desenvolvedores ainda estão adaptando seus aplicativos para a nova plataforma da Apple.

A fabricante fechou parcerias com gigantes como Adobe e Microsoft para garantir a compatibilidade de programas populares com o M1 logo no lançamento dos primeiros produtos com o SoC. Ainda assim, a tendência é que certos apps ainda demorem para funcionar de maneira nativa na arquitetura, o que torna o site de Abdullah Diaa bastante útil.

A Apple lançou os primeiros produtos baseados em Apple Silicon neste mês. A empresa ainda trará computadores baseados em Intel para o mercado, mas promete fazer uma transição completa para a tecnologia própria dentro dos próximos dois anos.

Fonte

Comments

comments

BpnGQtDrqJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *