App de previsão do tempo faz compras sem o consentimento do usuário | Segurança

App de previsão do tempo faz compras sem o consentimento do usuário | Segurança

Um relatório da empresa de cibersegurança Upstream, divulgado nesta segunda-feira (23), revelou que o Weather Forecast, aplicativo de previsão do tempo para Android, voltou a fazer compras digitais sem o consentimento dos usuários. Descoberto pela primeira vez em janeiro, o app da chinesa TCL Communications foi removido da Google Play Store e ficou inativo por alguns meses, mas fez ao menos 34 milhões de novas tentativas de transações suspeitas. O programa vem pré-instalado em alguns celulares da Alcatel.

Gráfico mostra aumento no número de atividades maliciosas do app de previsão do tempo — Foto: Divulgação/Upstream

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A primeira denúncia também abrangia a coleta de dados do consumidor sem a sua autorização. Após dois meses de inatividade, a plataforma de segurança móvel Secure-D, desenvolvida pela Upstream com o objetivo de detectar e combater fraudes publicitárias, identificou e bloqueou 34 milhões de novas tentativas de transações ligadas ao aplicativo meteorológico, chamado “Previsão do Tempo: Radar Preciso do Clima Mundial” na loja brasileira.

Ainda segundo a empresa de segurança digital, apenas a versão do aplicativo pré-instalado nos aparelhos Alcatel PIXI4 tentou inscrever cerca de 700 mil consumidores em serviços premium sem consentimento em um período de seis meses. “Parece que um raio, de fato, cai duas vezes no mesmo lugar. Este aplicativo meteorológico manteve um perfil discreto até que a tempestade passasse e, após, voltou a agir da mesma maneira de antes – com um pico no seu comportamento fraudulento apenas alguns meses depois de ter sido denunciado”, declarou o CEO da Upstream, Guy Krief.

Weather Forecast vem pré-instalado em alguns celulares da Alcatel — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Krief também disse que aplicativos como este têm a capacidade de gerar bilhões de dólares em receitas fraudulentas de publicidade. Com isso, os usuários são afetados com cobranças indesejadas e no desempenho de seus aparelhos, cujo consumo de dados aumenta sem que eles saibam o motivo.

O TechTudo entrou em contato com a assessoria da TCL, mas não houve retorno até o momento desta publicação.

A Upstream aconselha que os usuários dos dispositivos PIXI4 e outros que baixaram o app verifiquem seus telefones buscando por comportamentos incomuns. Além de estarem sempre atentos a malwares, é preciso também conferir todas as faturas para possíveis cobranças indevidas. Também é sempre importante manter um software antivírus instalado em seu smartphone, para se prevenir de qualquer tipo de ataque — veja as melhores opções para Android em 2019.

*Colaborou Rubens Achilles

Como remover vírus em um celular Android

Como remover vírus em um celular Android

Fonte

Comments

comments

BpnGQtDrqJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *