Em uma próxima atualização, o Windows 10 permitirá que você arquive apps pouco utilizados. Inspirado em ferramentas já existentes no iOS e Android, o arquivamento de apps te ajudará a organizar o ambiente de trabalho e ocultar apps pouco utilizados, sem precisar desinstalá-los.

Atualmente, a única forma de ocultar apps no Windows 10 é apagá-lo do computador. Esse processo, no entanto, exclui as predefinições do usuário, cadastros e algum progresso feito no software — se não houver armazenamento em nuvem —, o que pode dar trabalho em futuras necessidades.

Felizmente, segundo o site Windows Latest, esse problema será solucionado com o novo método de arquivamento de apps. Para os participantes do Windows Insiders, a ferramenta já está disponível e habilitada por padrão no sistema.

O O “arquivamento de apps” pode ser habilitado ou desabilitado no menu de configurações.Fonte:  Windows Latest/Reprodução 

Basicamente, o que o recurso faz é excluir os arquivos do app — assim economizando espaço de armazenamento — e mantém dados e configurações associados a ele no sistema. Quando for resgatado, os arquivos serão baixados e associados ao app, contornando o processo de reconfiguração.

“Para poupar espaço de armazenamento e largura de banda, apps que você não usa com frequência serão arquivados automaticamente. Seus arquivos e outros dados serão salvos. Na próxima vez que você usar o app arquivado, ele se conectará à internet para restaurar a versão completa (se ainda estiver disponível.”, explica a descrição da ferramenta no Windows 10.

Esse mecanismo de download, por sua vez, apresenta algumas inconveniências: você não pode desarquivar um app quando estiver offline ou se ele não estiver mais disponível na Windows Store. Sendo assim, é importante conferir o suporte da loja para evitar que seus arquivos sejam perdidos.

Essa ferramenta é especialmente útil para computadores com pouco espaço de armazenamento, mas pode ser uma dor de cabeça para quem não precisa economizar. Apesar de otimizar o uso do armazenamento, depender de internet para abrir um app pode gerar situações desagradáveis. 

Considerando que o recurso já está disponível para participantes do Windows Insiders, não deve demorar muito para chegar na versão final do sistema.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *