Opera Mini 4.5 tem novo visual e navegação privada para celulares | Artigos

Opera Mini 4.5 tem novo visual e navegação privada para celulares | Artigos


A empresa norueguesa Opera lançou nesta quarta-feira (5) uma nova versão do navegador Opera Mini, focado em celulares mais simples – que rodam Java –, mas também disponível para smartphones. Seu maior destaque é a opção de aba privativa, que exclui do telefone todos os dados pessoais registrados assim que a aba for fechada.

Opera Mini 4.5 traz novo visual (Foto: André Fogaça)Opera Mini 4.5 traz novo visual (Foto: André Fogaça)


Além da navegação anônima, o programa recebeu uma nova interface visual e um novo gerenciador de downloads, onde é possível pausar, continuar e acompanhar o processo de todos os arquivos baixados ao mesmo tempo.


Outro novo recurso é o Web Pass, que contabiliza o pacote de dados de acordo com o uso da Internet. Em outras palavras, o usuário pode comprar uma hora de vídeos do YouTube ou um dia de acesso ao Facebook ou qualquer outro site. Esta ferramenta ainda não está disponível no Brasil, mas a previsão é que esses pacotes de conteúdo sejam disponibilizados em um futuro próximo.

Baixe agora o Opera Mini em seu smartphone Android, iOS, Windows Phone ou BlackBerry


Cada pacote de acesso terá um valor específico, cobrado diretamente pelo crédito que o usuário possuir com a operadora. Para melhorar a navegação, este recurso utilizará – por padrão – a compressão de dados do navegador, que promete até 90% de economia na quantidade de dados trafegados.

Opera Mini é demonstrado no Brasil rodando em HTC One


Durante as demonstrações no Brasil a Opera curiosamente usou o smartphone top de linha HTC One, famoso por fazer concorrência ao Galaxy S4 no exterior – e sem expectativa de ser vendido no Brasil. Por conta disso, não ficou evidente o ganho de desempenho no carregamento dos sites. Como o Opera Mini atua com mais notoriedade em telefones comuns, o desempenho do navegador neste dispositivo já era de se esperar que fosse excepcional.

Além do visual, agora há navegação privada (Foto: André Fogaça)Além do visual, agora há navegação privada (Foto: André Fogaça)


Por outro lado, o visual é muito semelhante ao Chrome para Android e iOS. Uma das áreas semelhantes ao produto do Google é a seleção de abas, que está exatamente na mesma posição, ao lado do menu, e que traz algumas ferramentas e a quantidade de dados que deixaram de circular por conta da compressão do navegador. A partir deste menu também é possível listar os downloads em execução.


Porém, mesmo com uma sensação de estar utilizando outro browser, a tela inicial (aba sem nenhum endereço carregado) apresenta uma interface gráfica com o histórico de navegação e o Speed Dial (sites listados de forma semelhante ao menu de favoritos), algo único do Opera.


O grande chamariz desta versão é a semelhança entre o app que roda em smartphones e em celulares que rodam apenas Java. Este é, afinal, o grande trunfo do Opera Mini: diminuir a distância de desempenho entre smartphones e telefones comuns. Atualmente o browser também está disponível para Android, iOS, Windows Phone e BlackBerry, além do app em Java.

Fonte

BpnGQtDrqJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *