Google Fiber é o serviço de banda larga criado pelo Google para expandir a oferta de Internet nos Estados Unidos, oferecendo até 1000 Mbps (1 Gb/s) de velocidade. Para se ter uma ideia, a média de velocidade das operadoras do Brasil – Oi, TIM, NET, GVT, Vivo e outras – é de 2 Mbps. Em algumas localidades, com infraestrutura mais precária, esse número não chega sequer a 1 Mbps. Ou seja, a multinacional está oferecendo um acesso à Internet praticamente 100 vezes mais rápido.

Descubra qual é o melhor Chromebook do mercado brasileiro

Aparelho do Google Fiber, que oferece conexão banda larga (Foto: Wikimedia Commons) Aparelho do Google Fiber, que oferece conexão banda larga (Foto: Wikimedia Commons)

Onde está o Fiber?

Em março de 2013, o serviço foi implantado pela primeira vez em Kansas City, no coração dos Estados Unidos. Agora, chegou até as cidades americanas de Austin, no Texas, e Provo, em Utah, de acordo com a empresa.

Cidades que possuem o Google Fiber, em verde, e as que vão ter o sistema, em vermelho (Foto: Divulgação)Cidades que possuem o Google Fiber, em verde, e as que vão ter o sistema, em vermelho (Foto: Divulgação)

Em fevereiro de 2014, o Google lançou uma enquete para que mais cidades tenham o serviço de banda larga. Foram selecionadas 34 cidades nos EUA, entre elas, Portland, San Jose, Salt Lake City, Phoenix, San Antonio, Nashville, Atlanta, Charlotte e Raleigh Durham.

Dentro de Kansas, o Fiber também funciona nas cidades de Lenexa, Fairway, Mission Hills, Roeland Park, Merriam, Leawood, Prairie Village, Lee’s Summit, Raytown, Gladstone, Grandview, Shawnee, Olathe, Westwood Hills, Westwood, Mission, Mission Woods.

A empresa pretende que as 34 cidades americanas tenham a conexão de banda larga até o final deste ano.

Como o Google implanta seu sistema de banda larga?

Logotipo do Google Fiber (Foto: Divulgação)Logotipo do Google Fiber (Foto: Divulgação)

O Google primeiramente pede para que os governos locais das cidades escolhidas mandem um relatório detalhado sobre o funcionamento da fibra óptica, incluindo um mapa de fiação elétrica, gás e água encanada. Com esse material em mãos, a empresa faz um orçamento da construção que será necessária para implantar o serviço de Internet.

Confira o vídeo sobre a experiência em Kansas City, a primeira cidade a ter uma banda larga do Google:

Quando o companhia solicita esses documentos, ela também faz, simultaneamente, uma pesquisa topográfica, registrando os locais que podem ter enchentes e outros problemas climáticos. Todos os problemas físicos para instalação de fibra óptica são registrados e soluções são projetadas pela empresa. O Google também envia técnicos no dia da instalação para tirar dúvidas de moradores e notifica regiões onde já há conexão via Fiber.

Quais cidades possuem conexão Fiber no metrô?

Algumas cidades americanas já possuem internet banda larga de ponta em seu metrô. São elas: Atlanta, Charlotte, Nashville, Phoenix, Portland, Raleigh-Durham, Salt Lake City, San Antonio e San Jose.

Do ponto de vista de políticas públicas, o Fiber está contribuindo para a construção de cidades inteligentes, conectadas e com alta transmissão de dados. Antes dele, somente centros de pesquisa na Finlândia fizeram testes com velocidade semelhante, em cidades como Oulu, por exemplo. São locais em que você é encorajado a conectar seu computador ou smartphone em uma praça, porque o tráfego de informação suporta diversos dispositivos online.

Nova forma de ver televisão, smartphone, tablet e Internet

Fiber quer mudar a forma como você utiliza a internet e a televisão (Foto: Divulgação)Fiber quer mudar a forma como você utiliza a internet e a televisão (Foto: Divulgação)

Além de fornecer banda larga, o Google Fiber pretende mudar a maneira como você interage com a Internet através de um aplicativo. A iniciativa começa com o espaço de armazenamento na nuvem: 1 Terabyte.

Tecnologia da conexão Fiber conecta televisão e tablet (Foto: Divulgação)Tecnologia da conexão Fiber conecta televisão e tablet (Foto: Divulgação)

Através da tecnologia DVR, você pode gravar até oito programas de televisão ao mesmo tempo, para assistir tudo depois. O Fiber também permite que você conecte a TV com o tablet Nexus 7. Outros dispositivos, com sistemas operacionais iOS ou Android, também funcionam com o roteador desenvolvido especialmente pelo Google.

Quanto custa o Google Fiber?

Assim como as operadoras regulares, o Google também vende planos de Internet. O plano básico do Fiber é de US$ 70 (cerca de R$ 156) por mês. O pacote com TV e Internet sai por US$ 120 (cerca de R$ 268). Há um plano de Internet público, gratuito, mas que sai por um investimento inicial de US$ 300 (cerca de R$ 670) na instalação dos equipamentos.

Estes, obviamente, são os custos em Kansas City, a primeira cidade a receber a iniciativa. Os valores podem variar em outras localidades, de acordo com as despesas do Google.

Como encontrar a barra de favoritos na nova versão do Google Chrome?
Descubra no Fórum do TechTudo.

O Fiber tem alguma previsão para chegar ao Brasil?

Para quem está em uma das cidade americanas, o Google pode te cadastrar em uma lista para receber atualizações sobre o progresso da iniciativa. Você poderá eventualmente contribuir para o sucesso do projeto, de acordo com eles.

O trabalho mais próximo do Google, no entanto, é com prefeitos e governadores dessas localidades, para trazer o serviço com eficiência.

E algum dia o Fiber chegará ao Brasil? Por enquanto, o Google pretende colocar o serviço nessas 34 cidades americanas, sem previsão de chegada ao Brasil ou qualquer outro país do mundo. Assim que o sistema estiver em funcionamento, eles pretendem selecionar novas localidades, com ajuda dos usuários.

Via Google

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *