A Apple costuma lançar notebooks compactos, mas o engenheiro Michael Pick resolveu levar esse conceito ainda mais longe. Em um vídeo publicado em seu canal do YouTube, o estadunidense mostra a criação do “Macbook Pro Mini”, um computador funcional e que tem o tamanho de uma garrafa pet de 600 ml.

A versão miniaturizada do notebook simula o visual dos produtos da Apple e até consegue rodar jogos como Minecraft e o navegador Google Chrome. O projeto foi possível graças a utilização de dois componentes principais: um computador Raspberry Pi, que cuida do processamento, e uma impressora 3D, utilizada para dar vida ao visual do dispositivo.

O Raspberry Pi é um computador do tamanho de um cartão de crédito e que constantemente é utilizado em projetos experimentais. Para dar vida ao Macbook Mini, Michael Pick teve que fazer algumas modificações no dispositivo, incluindo serrar certas portas HDMI e USB para garantir um visual mais compacto.

O teclado e o trackpad presentes no aparelho também são funcionais. O engenheiro desmontou um produto chamado Rii Mini X1 e imprimiu a carcaça do notebook para encaixar no formato do periférico. Segundo Pick, essa foi a parte mais complicada do processo, já que foi necessário lixar cada buraco de tecla individualmente.

Interior do Macbook Pro Mini de Michael PickInterior do Macbook Pro Mini de Michael PickFonte:  Michael Pick 

O projeto do Macbook Mini também inclui um carregador magnético e o icônico logo da Apple na traseira, que pode ser aceso com um botão na parte inferior do notebook. Michael Pick também utilizou o sistema iRaspbian para simular o SO da empresa de Cupertino.

De acordo com o engenheiro, o projeto foi um de seus trabalhos mais desafiadores já feitos. A principal dificuldade foram as partes pequenas envolvidas no processo, o que exige um nível extra de concentração na hora da montagem.

Além de ter miniaturizado o Macbook, Michael Pick já aplicou o mesmo procedimento com outro produto da Apple: o iMac. Em agosto, o engenheiro desenvolveu do zero uma edição em pequena escala do desktop da Maçã.

Fonte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *