HiPhone ou iPhone da Gradiente: qual dos copiões é melhor? | Artigos

HiPhone ou iPhone da Gradiente: qual dos copiões é melhor? | Artigos


A Gradiente criou polêmica no fim do ano passado ao lançar o seu iphone, um smartphone Android com o mesmo nome do aparelho da Apple. Ainda hoje, muitos acabam comparando o telefone brasileiro com cópias famosas dos aparelhos da Apple, também conhecido como Hiphones. Ambos custam menos de R$ 1 mil e têm configurações inferiores ao modelo original. Por isso, nada mais justo do que fazer uma comparação técnica entre os dois telefones para decidir, afinal, qual deles merece o título de “melhor cópia do iPhone”. Veja o resultado:

iphone versus Hiphone: Qual dos copiões é melhor? (Divulgação)iphone versus Hiphone: Qual dos copiões é melhor? (Foto: Divulgação)

Desempenho


O Gradiente iphone tem um processador de núcleo único de 700 MHz. Já o Hiphone Bak Bk-AND335, conhecido como Hiphone 4, tem um microchip com desempenho de apenas 416 MHz. Ou seja: o processamento do novo celular da Gradiente tem quase 300 MHz a mais de potência, oferecendo uma resposta melhor aos comandos e fluidez na execução de aplicativos.


O processamento baixo do Hiphone é responsável por seus travamentos e na resposta lenta de sua touchscreen capacitiva. Apesar do aparelho da Gradiente ser mais rápido, ambos os “copiões” estão distantes de celulares intermediários, com processamento em torno de 1 GHz. O iPhone 5 da Apple, por exemplo, é equipado com um processador dual-core de 1,2 GHz.

Armazenamento


Neste quesito, o celular da Gradiente também leva a melhor. O smartphone brasileiro vem com um cartão de memória de 2 GB e suporta expansão de até 32 GB. Enquanto isso, o “xing-ling” vem com um cartão microSD de 4 GB, mas só aceita até 16 GB de memória.

Conectividade


Os dois celulares possuem entradas USB e para fones de ouvido. Ambos também compartilham de conexões Bluetooth, Wi-Fi e 3G. Os copiões aceitam, ainda, dois chips de operadoras diferentes, o que é vantajoso para clientes que possuem um número alternativo. Entretanto, somente o smartphone da Gradiente é homologado pela Anatel, com certificação técnica de que funcionará bem nas redes de telefonia brasileiras. Ponto para a Gradiente.

IPHONE da Gradiente, um iPhone com Android (Foto: Divulgação) (Foto: IPHONE da Gradiente, um iPhone com Android (Foto: Divulgação))iphone da Gradiente, um iPhone com Android

(Foto: Divulgação)

Sistema Operacional


O iphone da Gradiente possui um software um pouco mais avançado do que o concorrente chinês. O telefone vem com o sistema operacional Android 2.3 Gingerbread, presente na maioria dos smartphones de baixo custo. Não é a melhor ROM do sistema do Google, que atualmente está na versão 4.2 Jelly Bean, mas é suficiente para as limitações de processador e de memória do aparelho.


O xing-ling Hiphone, por sua vez, tem um sistema mais fraco: o Android 2.2 Froyo. Essa versão, lançada em 2010, é considerada muito ultrapassada para os dispositivos atuais. Além disso, o smartphone chinês consegue, com seu baixo processamento, até travar em jogos simples como Angry Birds.

Tela


O display do iphone da Gradiente é de 3.7 polegadas. Já a tela capacitiva do Hiphone 4 é de 3.5 polegadas, o mesmo tamanho do iPhone 4 da Apple. Ambos devem ser tocados com a ponta dos dedos, mas a resposta é devagar graças ao baixo processamento dos aparelhos. No caso do Hiphone, os travamentos são ainda mais frequentes.

Design


O Hiphone tem a aparência e o tamanho do iPhone 4, mas é fabricado com materiais de qualidade inferior. Ao invés de componentes de metal e vidro, sobretudo na traseira do aparelho, os chineses fizeram réplicas de plástico. A aparência, se alguém observar com mais atenção, mostra que o celular é apenas uma cópia barata do modelo da Apple.

Hiphone e iPhone 4S lado a lado: aparelhos semelhantes no design, mas com especificações muito diferentes (Foto: Isadora Díaz/TechTudo)Hiphone e iPhone 4S lado a lado

(Foto: Isadora Díaz/TechTudo)


O tecla home possui mais quatro botões acima. Esses dispositivos adicionais são comuns em celulares Android e estão no Hiphone para que ele obedeça melhor ao sistema Froyo. O problema é que uma escorregada nos quatro botões e você pode acabar tocando a própria tela.


Já o iphone da Gradiente possui um desenho arredondado, uma tela maior e é composto por alumínio e por plástico, em menor quantidade do que seu concorrente asiático. Na frente do telefone estão apenas os quatro botões dos aparelhos Android, sem o botão home copiado da Apple. Exceto pelo nome iphone, o celular nem tenta se aproximar do design da empresa da maçã. Além disso, ele é facilmente associável com a Gradiente pelo enorme logotipo G em sua traseira.

Câmeras


A câmera do celular da Gradiente é de 5 Megapixels, com outra câmera frontal de 0.3 Megapixels. O iphone brasileiro faz fotos razoáveis à luz do dia, mas a qualidade cai bastante na ausência de iluminação natural.


Já o Hiphone promete mais: 12 Megapixels na traseira e 5 MP na frontal. No entanto, a qualidade das fotos também piora bastante em registros noturnos. A maior quantidade de Megapixels sem um flash melhorado ou uma lente mais desenvolvida não se torna um destaque de muita atenção no aparelho.

TV


Um dos diferenciais do Hiphone é que ele possui uma antena de TV analógica, que funciona bem em ambientes abertos. Já o iphone da Gradiente não oferece aos usuários a possibilidade de assistir televisão diretamente no aparelho. Ponto para o xing-ling.

Preço


O iphone da Gradiente estreou com o preço de R$ 700. Em promoção no próprio site da empresa foi possível comprar o modelo por até R$ 600. Enquanto isso, o xing-ling Hiphone custa em torno de R$ 400. É uma opção muito barata se comparado com smartphones top de linha do mercado, mas há de se considerar a garantia.

Qual o melhor Xing ling para comprar? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo!

Conclusão


Os preços de ambos os copiões refletem suas principais deficiências: processamento e memória. O Hiphone possui um sistema operacional muito ultrapassado e um chip de apenas 416 MHz. Isso reflete em travamentos e no baixo rendimento do aparelho. Já o celular da Gradiente funciona com 700 MHz, oferecendo mais estabilidade e satisfação pro consumidor, mesmo com seu preço mais caro.


Sendo assim, o aparelho brasileiro acaba se saindo melhor como uma cópia do iPhone, mesmo que possua o sistema Android e configurações muito distantes do celular da Apple. O Hiphone acaba sendo um telefone útil apenas para quem quer um aparelho com aparência similar ao iPhone, mas é muito ruim em suas características técnicas. Embora se pareça bastante com o smartphone da Apple, o xing-ling claramente não tem a mesma preocupação com a qualidade.

Fonte

BpnGQtDrqJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *