Android Jelly Bean mostra mau desempenho na identificação de malwares | Notícias

Android Jelly Bean mostra mau desempenho na identificação de malwares | Notícias


Pesquisadores realizaram um teste de segurança na versão mais recente do Android, a 4.2 Jelly Bean, e os resultados não foram muito positivos. O sistema do Google mostrou um baixo desempenho na identificação de malwares, detectando apenas 15% dos arquivos maliciosos que podem atacar a plataforma.

Jelly Bean tem baixo desempenho na identificação de malwares, aponta pesquisa. (Foto: Reprodução) (Foto: Jelly Bean tem baixo desempenho na identificação de malwares, aponta pesquisa. (Foto: Reprodução))Jelly Bean tem baixo desempenho na identificação

de malwares, aponta pesquisa. (Foto: Reprodução)


Os últimos dados são provenientes de um estudo realizado por Xuxian Jian, um professor de Ciência da Computação da NC State University. O estudo realizado por Xuxian utilizou um conjunto de dados com 1.260 amostras (pertencentes a 49 tipos de malwares diferentes). Os experimentos estão sendo compartilhado com os outros profissionais envolvidos no levantamento.


Os pesquisadores instalaram malwares em alguns aparelhos com a versão 4.2 do Android, como o tablet Nexus 10. Entre as 1.260 amostras, apenas 193 delas foram detectadas pelo sistema operacional do Google. Um valor pouco satisfatório.

Tem alguma dúvida de tecnologia? Entre no Fórum do TechTudo!


O recurso de verificação de aplicativos é opcional no Jelly Bean. O objetivo é evitar a instalação de softwares que possam prejudicar seu dispositivo. Caso a verificação detecte alguma ameaça, uma mensagem de aviso aparece na tela do usuário.

Mensagem do serviço de verificação de malware no Android. (Foto: Reprodução / The Verge)Mensagem do serviço de verificação de malware no Android (Foto: Reprodução / The Verge)


Há três meses o Google comprou o site VirusTotal, que vai verificação de arquivos online. Entretanto, parece que ainda não houve tempo para integrá-lo com a versão Jelly Bean do sistema. De acord com os pesquisadores, o serviço funciona melhor do que o padrão dos dispositivos com Android 4.2.


Via The Verge

Fonte

BpnGQtDrqJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *